Olá amigos,

Meu nome é Gustavo e queria apresentar um pequeno projeto que tenho em mente; quem sabe capitanear outros interessados. Ainda, peço que - caso algo abaixo esteja incorreto - vocês me corrijam e apontem sugestões que considerem cabíveis:

  • Como a maioria deve saber, o Px4 é um autopiloto open hardware; em outras palavras,uma inovação aberta: somos convidados a fazer uso do projeto e colaborar para sua melhoria.
  • Uma observação que gostaria de fazer é que - dado sua característica de open hardware - a palavra "clone" não se aplica; nas palavras do próprio Lorenz Meier o termo mais aplicável seria "free-rider", ou seja, o sujeito que usa mas não contribui.
  • Ao que conheço, há uma grande demanda por autopilotos no Brasil (eg. Pixhawk), porém não conheço grupos de desenvolvedores brasileiros - o que é uma pena.
  • Há de se entender que hoje a 3DR possui (por ausência de outros fornecedores) a quase totalidade do Mercado e, assim sendo, têmos a impressão de que a mesma é a detentora da PI desse produto - o que é um erro comum e aceitável.
  • Há no Brasil, serviços de terceirização de pick-and-place (SMT), que poderiam manufaturar autopilotos. 

Aqui peço a ajuda da comunidade e de alguém que tenha mais experiência:

A manufatura no Brasil tornaria o produto mais barato?

A manufatura no Brasil, poderia ter as seguintes vantagens:

- Menor volatilidade (flutação) de preços; ou seja, não estaríamos tão desprotegidos quanto a flutuação do dólar (ainda que a totalidade de componentes sejam importados).

- Maior incentivo para comunidade de desenvolvedores nacionais de novas aplicações do auto-piloto.


Se existirem interessados nessa idéia, entrem em contato comigo.

Um abraço  e sucesso à todos,

Gustavo

 

Views: 1682

Replies to This Discussion

Olá Gustavo

Gostei da idéia, Sou Eng. Eletronico ,temos no Brasil diversas empresas que podem montar . A dificuldade ainda seria nos componentes eletronicos que são todos importados e placa de circuito impresso. Não sei se seiria possível concorrer com os chineses Mas seria uma alternativa interessante, se puder ajudar pode contar comigo.

RInaldo

Oi Gustavo,

Poderia se tornar mais barato, mas depende do volume. Tem um "set-up" price por cada lote e assim, tem que produzir mils, não centenas de dispositivos. Os componentes são importados e se aplica ICMS, mas com certas incentivas será possível tirar o 60%, se fosse montado no Brasil.

O grande problema é saber se realmente tiver esse mercado ampla. Quando vejo ao meu redor, os brasileiros compram produtos acabados (DJI Phantom) e é com isso que vai ter a competição. O que faz a differença nào é como, mas a capacidade em si.

Tem outros fornecedores sim!  VR Brain, Airware, DJI, Navio+ e alguns outros.

Olá Rinaldo e Gerard,

Que ótimo receber suas respostas. 

Ao que entendo, a manufatura não requer PCB de diversos layers e tão pouco o setup demoraria muito, dado que existem os arquivos GERBER estão disponíveis.Gerard, por gentileza, me corrija se eu estiver errado.

Rinaldo, te convido a dar uma olhada em e fazer alguns comentários sobre o processo de manufatura do Pixhawk:
https://github.com/PX4/Hardware/raw/master/PX4FMUv2.4.5.pdf 

Dê uma examinada também no PX4 FMU e IO:
http://www.pixhawk.org/modules/px4fmu?s[]=px4fmu

Numa análise rápida a Bill of Materials (BOM) fica em aproximadamente 50% do preço final oferecido pela 3DR; como o Gerard, coloca só o imposto sobre importação (II) são 60%. Isso sem falar nos demais impostos.

O link do simulador da Receita Federal segue abaixo para quem quiser buscar os valores das alíquotas aplicáveis:

http://www4.receita.fazenda.gov.br/simulador/BuscaNCM.jsp


Gerard, quanto ao Mercado, penso que vc está correto na sua afirmação de consumidores querem o produto final (afinal, todos nós preferimos comprar ir a uma concessionária e comprar um carro e não seus componentes).

Contudo há de se pontuar que mesmo a oferta de drones amadores é um pouco restrita - dado que até os preços são restritivos.

O que quero realmente é popularizar a oferta de auto-pilotos e aumentar o número de desenvolvedores entre nós. Todos nós beneficiariamos disso. Bom também para as novas gerações (estudantes universitários/tecnólogos) que trabalham com software embarcado etc.

Abraços e sucesso,

Gustavo

Olá Gustavo,

É muito bom ver pessoas aqui no Brasil já pensando em um "ecossistema" nacional para o mercado de VANTs (drones).

Estou desenvolvendo um VANT o H45, Open Hardware que pode ser acompanhado pelo site http://roboticsbrasil.com.br/ e estou pensando na solução open hardware para o controle.

Devemos pensar em um mercado como um todo, como eu disse no início, um ecossistema, dos fornecedores a compradores e tudo que tiver entre. E nessa análise surge dois grupos principais de usuários: os que querem comprar o drone e sair voando (hobistas, curiosos, fotógrafos, filmmakers e etc) que são sem dúvida nenhuma mais que 95% do mercado de drones; e os que querem e tem habilidade suficientes para montar o seu próprio VANT, que são uma parcela muito menor, os 5% se muito, mas não menos importante.

Mas não podemos perder de vista os números do marcado de Drones. Os especialista dizem que até 2025 serão injetados na economia americana mais 80 bilhões de dólares com o mercado de VANTs atuando. Estima-se que mais de 100 milhões de unidades serão vendidas. Acho que são números bem atraentes :-)

E o Brasil? Como ficamos nessa história toda? Vamos cruzar nossos braços e esperar tudo acontecer? Esperar e comprar um DJI Inspire One por R$ 15.000,00 ou R$ 18.000,00 reais?

Acho que existe uma grande possibilidade, mesmo com as incontáveis dificuldades que encontramos em nossa "pátria amada salve, salve", de ter um mercado de VANTs (drones) formado e atuante no Brasil e até tem sabe concorrendo com o mercado internacional; veja a história da XMobots (https://www.facebook.com/grupoxmobots) ... desenvolveu o VANT com a maior área de cobertura (44km2), não existe igual no mercado internacional.

Mas para isso mais pessoas, assim como você, devem ter a coragem e disposição para começar a atuar nesse mercado. 

A sua idéia de popularizar o mercado de auto-pilotos aqui é excelente e não tenho dúvidas que isso irá começar a aumentar o estímulo dos desenvolvedores, como eu ;-) Conte com meu apoio!!!!

Gostaria de ver o H45 ser controlado por um autopiloto 100% brazuca!!!

Olá Luiz, 
Tudo bem? Meus parabéns pelos projetos.

Boa sorte com o projeto open hardware! Você tem todo meu apoio! Concordo com  seus posicionamentos e - como coloca o Gerard - não há porque não fazemos contribuições significativas para auto pilotos. Quem está na área deve encontrar os tão mal falados (e  de maneira -muitas vezes- injusta) autopilotos chineses: PixRaptor, PixHack etc.

http://diydrones.com/forum/topics/pixhawk-innovation-from-china
O inconveniente é a ausência de tornar os arquivos da PCB livres (como aponta o autor do post anterior).

Uma pergunta:
Você está aonde no Brasil? Me avise e - se formos vizinhos e eu conseguir arranjar um tempinho - podemos nos encontrar. 

Ainda é importante dizer que a manufatura é - ao meu ver - o ponto crucial e que deve ser atacado. Afinal, sem produzi-las não se concretiza o ciclo de inovação. 

Há algumas máquinas SMT chinesas de USD 5K - mesmas máquinas que o pessoal da 3DR começou. 

Bom, é questão de nos organizarmos melhor. 

Um abraço a todos,

Gustavo



Olá Gustavo,

Estou em Salvador-Bahia.

Me adicione no Facebook ... https://www.facebook.com/luizcarrerajr podemos trocar algumas idéias ;-)

Sobre a manufatura, você tem razão, são um dos pilares do ciclo.

Recentemente fiz uma visita ao CIMATEC - Bahia (FIEB / SENAI) ... fiquei impressionado com que eu vi. Eles tem uma fábrica completa de PCB toda automatizada de última geração, pode ser um caminho, claro vai depender muito dos custos, sabemos que os chineses são imbatíveis. 

Estou em contato com eles nessa área estou vendo a capacidade de produção deles.

Acho que estamos indo pelo caminho certo, como você mesmo falou, necessitamos nos organizar e começar a trocar informações.

Abraços!!!

 

Olá Gustavo,   adorei sua idéia e  vou colocar um pensamento em pauta:

Se o VANT, DRONE for de tamanhos suficiente  podemos usar componentes de tamanho maior que são mais acessíveis  no mercado  e haverá mais fornecedores nacionais para placas tenho a impressão que, minha inspiração veio ddeste artigo   http://labdegaragem.com/profiles/blogs/tutorial-como-montar-o-garag....

Abraços

Paulo  César

Existem leis para isenção de imposto que facilite a importação dos componentes. Um dos requisitos é que o assembly é feito no Brasil.

Eu faço placa em casa utilizando um grill de sanduíche. O processo funciona, mas a temperatura fica bem fora da padrão e certas placas tem comportamentos differentes dos outros. Tem fornos para uso de prototipagem, mas nem sempre de qualidade boa. Acho que já deve pensar em $1500 para um forno bom. Assembly pode ser feito manual com uma maquina feita em casa de $500.

Eu compro placas no oshpark.com e também, se quiser, pode comprar stencils SMD lá ou no ohararp. Compro os componentes pelo digikey.com e todos fretes feitos por UPS/DHL. O correio normal geralmente funciona, mas pode demorar entre 3 sem-3 meses, que para certos projetos demora demais. UPS/DHL entrega em 5-10 dias.

Pessoas da universidade ou institutos da inovação talvez podem indicar um caminho para nos. Se alguem tem um contato assim, entre em contato e veja se talvez será possivel fazer uma parceria ou criar um startup bem simples para dar um inicio.

Mesmo assim, só vale a pena fazer algo assim se isso gera um valor para um cliente final (que pode vir da pesquisa, industria ou consumidor). Para começar, tem que pensar numa marca e como isso tudo vai ser vendido, qual o marketing, etc.

Acho que primeiro tem que definir o que quer ser feito. usar o mesmo projeto da PX4 só nacionalizar ou fazer algumas mudanças; menor tamanho, anti-vibração interno, incluir novas caracteristicas. 

o projeto da PX4  está pronto o esquemático e PCB, pegaria o arquivo Gerber produziria a placa em 6 Layers, comprava os componentes soldava e testes.... 

e quanto ficaria aceitável para preço final, uma controladora chinesa está por volta de U$110.00 e a 3DR U$199,00

Acho primeiro tem que pensar aonde quer chegar, para ver o que consegue ser feito.

Rinaldo

up

Olá a todos, 

Fico feliz em ter tantas respostas ao post inicial e encontrar tanta empolgação entre os membros.

Quanto ao BOM, eu não busquei todas as partes no digikey (acho que seria uma boa tarefa a se realizar), contudo um sujeito o fez em 2014. E isto foi o que ele encontrou:
Thanks, Lorenz.  That is exactly what I was looking for.  I'm getting a qty 1 price of about $88 for PX4 parts, which sounds about right." 

Ou seja, USD 88 em componentes - a partir daí há de se incluir o preço da PCB (imagino que não esteja incluido) e o assembly. 

Como disse o Rinaldo, me parece que há ainda uma certa gordurinha a ser queimada.

Para aqueles que estão seguindo o thread e tem interesse em conhecer um método de manufatura de PCB..
https://www.youtube.com/watch?v=67WhV0EDqCA

Poderíamos encomendar no OSHPark - como diz o Gerard - ou em um AliBaba também. Me parece um negócio interessante. 

Rinaldo, vc tem ideia de quanto ficaria para terceirizar o assembly disso? Gerard fazer o assembly manualmente me parece uma solução possível porém não atrativa (rs).
Continuamos a conversa amanhã.

abraços.
Gustavo

RSS

© 2017   Created by Chris Anderson.   Powered by

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service